Clínica Endovascular especializada em
Embolização de mioma, embolização de fígado,
aneurisma cerebral e angioplastia da Aorta abdominal.
Os procedimentos Endovasculares são realizados em ambiente hospitalar com equipamantos de última geração.

Mioma na Menopausa

Mesmo na menopausa as mulheres já podem contar com tratamentos alternativos como a embolização de mioma que elimina o tumor sem retirar o útero e sem deixar cicatrizes.

Em alguns casos os miomas também podem aparecer na menopausa, mesmo que na maioria dos casos a tendência é que os tumores diminuam durante a menopausa, há mulheres que desenvolvem miomas nesta fase.

Entrevista com o Dr. Henrique Elkis, falando sobre mioma.

Tratando os Miomas na menopausa

mioma-menopausaA técnica mais inovadora é a Embolização de Mioma na Menopausa. Descrita pela primeira vez em 1995 por um ginecologista francês, a embolização é realizada por especialistas em Radiologia Intervencionista. Como os miomas são “alimentados” por sangue, o corte desse suprimento leva à morte dos tumores.

Essa técnica é realizada sob anestesia local através da punção de uma artéria da virilha e, com catéteres muito finos, “entope-se” as artérias que irrigam os miomas com pequenas esferas.

O período de internação é de apenas 24 horas, não há cortes ou cicatrizes e a paciente pode voltar rapidamente às suas atividades.

Porque a mulher entra na menopausa?

É importante explicar que a menopausa não é uma doença e, sim, uma consequência da vida adulta da mulher. Por conta dos ciclos hormonais, que têm início na puberdade e chegam até a menopausa. Neste período o corpo da mulher segue ciclos hormonais regulares, que são as menstruações mensais. Os níveis do estrógeno aumentam durante a parte inicial do ciclo, estimulando o crescimento do óvulo que é liberado de um dos dois ovários no meio do ciclo. Após a ovulação, o estrógeno, junto com a progesterona, estimula o espessamento do revestimento uterino em preparação para uma possível gravidez. A não ser que o óvulo seja fertilizado pelo esperma, este morrerá, um “período” menstrual se seguirá e o óvulo e o revestimento uterino se desprenderão.

Nos anos precedentes à menopausa, os ovários funcionam com menos eficiência, resultando em menstruações irregulares e em alguns casos intensas. Depois os ovários páram de funcionar e a menstruação pára, quando surgem os primeiros sintomas da menopausa. 

Quando as mulheres entram na menopausa?

Não existe idade pré-determinada para a chegada da menopausa. Geralmente ocorrem em mulheres entre os 45 e os 55 anos, no entanto, pode chegar a partir dos 40 anos, sem que isso seja uma anormalidade, ou mais tarde.

Quais os sintomas da menopausa?

Na maioria das mulheres a principal característica da menopausa é a parada da menstruação. No entanto, em algumas mulheres, a menopausa chega com irregularidades menstruais, hemorragias, menstruações mais ou menos frequentes. Outros sinais e sintomas característicos são:

  • Ondas de calor;
  • Suores noturnos;
  • Alterações do sono, da libido e do humor;
  • Menor desejo sexual;
  • Irritabilidade;
  • Depressão;
  • Ressecamento vaginal;
  • Dor durante o ato sexual;
  • Diminuição da atenção e memória;
  • A atrofia dos órgãos genitais pode surgir em seguida.

Segundo estudos divulgados recentemente, as ondas de calor ocorrem em mais de 50% das mulheres que entram na menopausa e sua frequência diminui para 30% das mulheres após três anos de menopausa. Apesar disso, os sintomas podem persistir em 16% das mulheres com 67 anos de idade.

O que pode ser feito para amenizar os sintomas da menopausa?

É importante que a mulher mantenha uma vida saudável, pratique atividades físicas com regularidade, mantenha o peso ideal, procure dormir bem, mantenha suas ocupações do dia-a-dia e suas realizações pessoais. Além de se manter positiva em relação à menopausa, que não é uma doença e, sim, uma fase pela qual todas as mulheres terão de passar.

As ondas de calor acabam com o tempo?

Sim. Elas diminuem e na maioria dos casos desaparecem dois anos depois da última menstruação.

Por que a menopausa afeta a libido da mulher?

O estrógeno mantém a vagina e os órgãos sexuais umedecidos, portanto a secura torna-se um problema quando os níveis de estrógeno caem. O ato sexual torna-se doloroso e o risco de infecção urinária aumenta.

Homens podem sofrer com os mesmos problemas que as mulheres apresentam na menopausa?

No homem, a chegada do envelhecimento físico pode vir junto com a falta desejo sexual, esta última muito ligada ao fator psicológico e, em alguns casos, à diminuição da produção de testosterona, o hormônio sexual masculino. Essa fase é chamada de Andropausa. No entanto, os sintomas não são os mesmos da menopausa e se dão de maneira mais lenta e gradual no homem.

Como devo me alimentar durante a menopausa?

Para ter qualidade de vida nesta fase, as principais recomendações do Dr. Henrique Elkis são:

  • Realize atividades físicas ao menos 30 minutos por dia e três vezes por semana. De acordo com um estudo canadense, uma caminhada de 45 minutos algumas vezes por semana pode ajudar as mulheres na menopausa a controlar o peso e oferecer maior bem estar físico e mental. Esses 45 minutos podem, ainda, serem divididos em “passeios” mais curtos sem prejuízo dos efeitos benéficos, o que torna esse exercício muito fácil de ser incorporado à vida das mulheres.
  • Tenha uma dieta balanceada, rica em vegetais e frutas, alimentos com grão integral e fibras. Consuma peixes pelo menos duas vezes por semana e limite a ingestão de gordura saturada, escolhendo carnes magras e vegetais.
  • Ao consumir produtos, escolha os sem gordura, 1% de gordura ou baixo teor de gordura (exceção feita para peixes).
  • Escolher e preparar alimentos com pouco ou nenhum sal.
  • Aumente o consumo de fibras (feijão, grão inteiro, outros frutos e produtos vegetais).
  • Consuma álcool com moderação e pare de fumar.

É importante explicar que a menopausa não é uma doença e, sim, uma consequência da vida adulta da mulher.

É possível engravidar mesmo estando na menopausa?

Sim e tudo depende da fase em que está da menopausa. Mesmo com a perda da fertilidade existem chances de engravidar, é importante que a mulher não abandone os métodos anticoncepcionais logo que o climatério chegar. Já após um ano de menopausa confirmada, esse risco não existe mais.

O que é a menopausa precoce?

A menopausa precoce surge quando os ovários param de funcionar em mulheres com menos de 40 anos.
As causas ainda são desconhecidas.

A menopausa tem tratamento?

O que tratamos são os sintomas apresentados pela mulher durante a menopausa e tudo depende da qualidade de vida que ela tem. Alguns dos tratamentos indicados são a terapia de reposição hormonal (TRH), os antidepressivos ou outros medicamentos que aliviem os sintomas em cada caso. Quando os miomas surgem, o tratamento mais indicado é a embolização de mioma na menopausa. A reposição hormonal ajuda a amenizar os sintomas do climatério.

Fontes Bibliográficas

Se você ainda está com dúvidas envie um e-mail para o Dr. Elkis.

Sua mensagem

Nome

E-mail

Telefone fixo

Celular

Motivo do seu contato

 Aneurisma Câncer Hipertensão Arterial Infertilidade Masculina Mioma Uterino Quimioembolização Hepática Varizes das Pernas Outros
captcha