Clínica Elkis Intervenção - Radiologia intervencionista
Clínica de Radiologia Intervencionista Henrique ElkisMédico Especialista Dr. Henrique Elkis
Dr. Henrique Elkis . CRM: 97865 . Médico Radiologista Intervencionista e Cirurgião Endovascular
Tweetar
Enquete Elkis

Você já conhecia os benefícios da embolização de mioma?

Sim
Não
Gostaria de entender melhor

Como funciona?

A Radiologia Intervencionista ou Cirurgia Minimamente Invasiva atua em todas as áreas e órgãos do corpo humano.

Para isso os Radiologistas Intervencionistas fazem uso de um acesso percutâneo, ou seja, a punção de uma veia ou uma artéria, normalmente da virilha ou do braço, com anestesia local.
Os procedimentos
são realizados com
alta tecnologia.

Aneurisma da Aorta Torácica

A aorta é a principal artéria do corpo humano, sendo  responsável por distribuir sangue oxigenado para todos os órgãos. O Aneurisma da Aorta Torácica ocorre na parte da artéria que passa pelo tórax. Há pessoas que têm aneurisma, mas não sabem, pois a doença nem sempre apresenta sintomas visíveis, mesmo os de maior volume. Nos casos mais comuns de Aneurisma da Aorta Torácica as paredes das artérias começam a ficar fracas e a seção perto do coração alarga. Com isso, a válvula entre o coração e a aorta não fecha apropriadamente e o sangue vaza de volta ao coração.

Sintomas de Aneurisma de Aorta Torácica

O aneurisma da aorta, normalmente, não causa nenhum tipo de sintoma. Caso a pessoa seja mais magra é possível sentir que existe alguma pulsação fora do comum ao colocar a mão sobre o ó.

Um médico especialista pode detectar essa pulsação com mais facilidade se houver muita gordura o pode não detectar o aneurisma, neste caso o médico irá solicitar alguns exames.

O primeiro sintoma de um aneurisma da aorta pode ser a morte súbita por rotura. Por isso a necessidade exames de rotina.


 

Como é diagnosticado o Aneurisma da Aorta Torácica?
É possível diagnosticar o Aneurisma da Aorta Torácica por meio dos  sintomas descritos acima ou  através de um simples exame de rotina. Uma radiografia torácica, por qualquer outro motivo, pode revelar a existência de um aneurisma.  O tamanho de um aneurisma pode ser mais preciso se for realizada uma tomografia computadorizada, ressonância magnética ou uma ultrassonografia transesofágica. 

Para determinar a necessidade ou não de uma cirurgia o médico faz um procedimento chamado aortografia (método radiológico realizado após uma injeção de contraste que delineia o aneurisma) é habitualmente utilizado para auxiliar o médico a determinar qual a necessidade do paciente de fazer ou não uma cirurgia e também o tipo de procedimento mais adequado.

Existem três tipos de tratamento. São eles:
Observação clínica - é determinada quando o aneurisma da aorta torácica é pequeno e não apresenta sintomas. Geralmente o médico indica uma observação de no mínimo seis meses, e neste tempo, o aneurisma será monitorado para ver se há mudanças no seu tamanho.

Tratamento cirúrgico: neste procedimento o cirurgião faz uma incisão na área do peito, e então é substituída a parte enfraquecida da aorta por um enxerto, ou seja,  uma espécie de tubo com o formato e tamanho semelhantes aos das artérias saudáveis. Após o término da cirurgia o paciente geralmente fica no hospital entre 7 a 10 dias e a sua recuperação completa pode levar de 2 a 3 meses. 

Tratamento endovascular: trata-se de uma cirurgia minimamente invasiva. Há incisões menores na região da virilha por onde cateteres são inseridos. A parte enfraquecida da artéria é substituída por uma endoprótese (estrutura tubular metálica revestida com tecido) e permite a passagem do fluxo sanguíneo sem que a parede enfraquecida do aneurisma seja pressionada.  A recuperação após o tratamento endosvascular geralmente é bem mais curta, com internação de dois a três dias. No entanto, este tratamento não é aplicado a todos os pacientes e requer um acompanhamento pós-cirúrgico mais detalhado, com a realização de exames de imagens para verificar que a prótese está funcionando de forma adequada, a fim de providenciar um ajuste quando for necessário.    

Como prevenir o Aneurisma da Aorta Torácica?
Para prevenir um Aneurisma da Aorta Abdominal é necessário controlar os fatores de risco como fumo, obesidade e hipertensão arterial. Esses fatores aumentam as chances de desenvolver um aneurisma e a aorta fica mais vulnerável. Fique sempre atento aos sintomas e procure um médico. Realize exames de rotina já que esta doença em muitas das vezes não apresenta nenhum tipo de sintoma.


Fontes Bibliográficas

CopyRight © 2013 . DR. HENRIQUE ELKIS - Clínica de Radiologista Intervencionista . Cirurgia Endovascular - Todos os direitos reservados. | www.HenriqueElkis.com.br | BRASIL      Convert mkt
LiveZilla Live Help